Saúde

Aspirina e leite podem reduzir morte associada a vários tipos de cancro

Aspirina e leite podem reduzir morte associada a vários tipos de cancro

 

Lusa/AO online   Internacional   7 de Dez de 2010, 09:47

Uma dose diária de aspirina com um copo de leite poderá reduzir significativamente a probabilidade de se morrer com vários tipos de cancro, concluiu um estudo publicado na revista médica The Lancet.
A investigação, dirigida por Peter Rothwell, da Universidade britânica de Oxford, refere que tomar aspirina durante vários anos reduz o risco de se contrair a doença, ao mesmo tempo que o cálcio do leite aumenta as propriedades benéficas do medicamento.

Apesar disto, Rothwell destacou que “os resultados do estudo não significam que os adultos saudáveis devam lançar-se a tomar aspirinas, mesmo que estas demonstrem ter benefícios importantes que até agora não tinham sido tidos em conta nas recomendações” médicas.

Neste sentido, o professor afirmou que a sua investigação poderia obrigar a rever as recomendações das autoridades sanitárias em relação aos prós e contras da aspirina que, até agora, não era prescrita a adultos saudáveis de meia-idade, por haver um pequeno risco de hemorragia interna.

De acordo com os especialistas, a ingestão de uma aspirina, que tem pouco cálcio, antes do leite, por exemplo, poderia ser a melhor fórmula para prevenir o cancro em pessoas de 45 a 50 anos, idade em que os tumores começam a desenvolver-se na maior parte dos casos.

O amplo estudo hoje difundido analisa as tendências sobre o cancro recolhidas em oito estudos anteriores, em que participaram 25 mil pessoas e em que se examinavam os efeitos da aspirina nas artérias.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.