Artefactos aborígenes descobertos nos subúrbios de Sidnei


 

Lusa/AO online   Internacional   30 de Mar de 2016, 15:20

Um vasto tesouro de artefactos aborígenes, que poderá fazer parte de um lote datado da época de resistência à colonização britânica, foi descoberto num local em construção nos arredores de Sidnei, na Austrália.

 

Os especialistas saudaram a descoberta de mais de 20.000 mil objetos que foram encontrados numa obra de transportes, um lote com uma avaliação milionária, nos subúrbios de Sidnei, tendo os trabalhos de escavação ficado suspensos enquanto os achados são avaliados.

“É um achado extremamente significativo, não apenas para Sidnei, como a nível nacional”, avançou à agência de notícias France Presse Scott Franks, da empresa Tocomwall, uma das quatro que tratam do património aborígene e que está a dar conselhos sobre o projeto.

O mesmo responsável adiantou que os conselheiros sobre o património esperam datar os achados, acrescentando que estes foram concentrados numa área de cerca de 700 metros quadrados, sugerindo que pode tratar-se de um armazém de armas utilizado para combater os colonos britânicos, há mais de 200 anos.

O achado inclui ainda pontas de lança de pedra e objetos cerimoniais.

“O material de que os artefactos foram feitos não é de Sidnei, mas foram trazidos para aqui através de trocas comerciais”, avançou Scott Franks, acrescentando que o tesouro é um de maior concentração de artefactos no país.

Os aborígenes australianos são considerados como os guardiões das mais antigas culturas do planeta, com uma história que remonta a mais de 40.000 anos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.