Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas promove residência artística "Terra Incógnita"

Cultura e Social /
Arquipélago

1381 visualizações   

A Direção Regional da Cultura, através do Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas, promove, de hoje até 5 de dezembro, a realização de uma residência artística denominada "Terra Incógnita", a primeira lançada por Open Call Internacional.
 

 Segundo nota do GACS, até ao final do ano, o Arquipélago, localizado na Ribeira Grande lançará duas outras residências artísticas, denominadas "Salutem: à tua saúde" e "Marca Arquipélago".

Com a residência artística "Terra Incógnita", o Arquipélago pretende que os artistas marquem as ilhas através de um olhar do século XXI redescobrindo um mapa de visão artístico.

O ponto de partida desta iniciativa é fazer com que os artistas desenvolvam um trabalho tendo como referências o contexto histórico, social, cultural, económico e geográfico.

Nas áreas das artes visuais e multimédia, o Open Call é dirigido a três artistas nacionais e internacionais para residirem um mês, entre março e maio de 2017, cada um deles numa das seguintes ilhas: São Miguel, Terceira e Flores.

"Terra Incógnita" visa a criação e produção de um trabalho artístico, culminando, em junho de 2017, numa exposição no Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, tendo como curadora Carolina Grau.

O júri constituído por Fátima Marques Pereira, diretora do Arquipélago, Duarte Melo, diretor do Museu Carlos Machado, Filipa Oliveira, diretora artística do Fórum Eugénio de Almeida, Maria José Cavaco, artista, e Carolina Grau, curadora, anunciará os artistas selecionados até 31 de dezembro.