Árbitro agredido ao soco e ao pontapé em juniores

Árbitro agredido ao soco e ao pontapé em juniores

 

Nuno Martins Neves   Futebol   3 de Dez de 2012, 13:56

O árbitro César Andrade foi agredido ao soco e ao pontapé por dois futebolistas no sábado, no encontro de juniores entre o Santiago e o São Roque.

Juiz perdeu os sentidos e teve de ser transportado para o hospital. Este é o segundo caso de violência em jogos de formação numa semana.

O jogo em questão era fundamental para os ‘amarelos’ de Ponta Delgada chegarem ao título. As agressões ocorreram após o apito final, depois de César Andrade ter assinalado uma grande penalidade contra o São Roque, que permitiu ao Santiago chegar à igualdade (3-3) e assim dar o campeonato de juniores ao Santa Clara.

Hugo Moniz e Realejo foram os atletas que investiram violentamente sobre o “homem do apito”, tendo socado e depois pontapeado o árbitro quando este já estava caído no relvado. César Andrade foi transportado de emergência para o Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, onde foi sujeito a exames médicos, tendo passado a noite em observações. Segundo fonte próxima do juiz de campo, a vítima não se recorda das agressões.

De acordo com os regulamentos, os dois atletas podem vir a ser castigados com castigos que vão entre um a seis anos de suspensão.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.