Clima

Aquecimento global em debate na cidade mais poluída da China


 

Lusa/AO online   Internacional   7 de Out de 2010, 12:29

Envolta em névoa, Pequim era esta quinta-feira com Zhengzhu (centro), a cidade mais poluída da China, quando decorria em Tianjin, a 120 quilómetros da capital, uma conferência sobre o aquecimento global sob a égide da ONU.
Segundo o Centro de Vigilância do Ambiente chinês, a poluição do ar atingiu entre quarta-feira ao meio-dia e hoje ao meio-dia o nível III-2, numa escala que vai de I (sem poluição) a V (poluição perigosa).

Ligada às condições atmosféricas, a má qualidade do ar de Pequim não se devia ao trânsito, invulgarmente fluido quando termina hoje a semana de férias devido à festa nacional de 1 de Outubro.

Pequim conta com mais de 4,5 milhões de veículos motorizados e o seu número regista um aumento de cerca de 1900 por dia, segundo o “site” China.com.

Em Tianjin, a China reiterou a sua vontade de reduzir as suas emissões de CO2 (dióxido de carbono) por unidade de produto interno bruto (PIB), mas recusa comprometer-se a baixar em quantidade absoluta as emissões, que são as primeiras no mundo.
    

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.