Governo/TVI

"Apuramento dos factos" e celeridade são prioridade para partidos


 

Lusa / AO online   Nacional   23 de Mar de 2010, 10:05

O "apuramento dos factos" relativos à actuação do Governo na tentativa de compra da TVI pela PT, no prazo mais curto possível, é objectivo comum à generalidade dos partidos que integram a comissão parlamentar de inquérito ao negócio.
No dia em que a comissão de inquérito se reúne para a sua primeira reunião de trabalho, Pedro Duarte, vice-presidente da bancada do PSD e o coordenador dos sociais-democratas na comissão de inquérito, lembrou a existência de uma "suspeição objectiva de tentativa de interferência por parte do Governo no negócio", face à qual o esclarecimento se impõe em nome da "saúde democrática" do país.

"Para a saúde democrática do nosso país é fundamental que possamos esclarecer aquilo que de fato se passou para que aqueles que são suspeitos de terem tentado interferir possam ser responsabilizados no caso de serem culpados ou possam ser inocentados, terminando este clima de suspeição que existe", acentuou, em declarações à agência Lusa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.