Apoio às famílias para habitação atingiu 60 ME nesta legislatura

Apoio às famílias para habitação atingiu 60 ME nesta legislatura

 

Lusa/AO online   Regional   30 de Mai de 2016, 17:57

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, anunciou que na atual legislatura o apoio às famílias da região no setor da habitação atingiu cerca de 60 milhões de euros.

 

“De 2012 até 2016, o volume de dinheiro que colocámos nesse apoio às famílias açorianas no âmbito da habitação chega perto dos 60 milhões de euros”, disse Vasco Cordeiro, adiantando que as verbas permitiram que “mais de 4.500 famílias açorianas tenham sido apoiadas ao longo deste período”.

O governante falava na cerimónia de autorização de apoios à recuperação de habitação degradada, nas Velas, ilha de São Jorge, onde até quarta-feira o Governo Regional está a realizar a visita estatutária.

“Também aqui em São Jorge, ao longo destes anos, foi possível apoiar algumas centenas de famílias na melhoria e na concretização deste direito que têm que é o direito a uma habitação condigna”, declarou, apontando que os apoios para habitação a concretizar nesta visita abrangem 64 famílias, atingindo uma verba na ordem dos 800 mil euros.

Para o presidente do executivo açoriano, os apoios na área da habitação são, também, uma forma de exercer a autonomia.

“Mais do que a questão do artigo na Lei, é, no fundo, a capacidade de nós, açorianos, velarmos e zelarmos pelos açorianos”, salientou.

Aos presentes, Vasco Cordeiro alertou que este apoio não é do executivo regional, que “não tem uma máquina para fotocopiar dinheiro”, mas “dinheiro que todos os açorianos”, incluindo os cidadãos de São Jorge, “pagam com os seus impostos”.

Nesse sentido, desejou aos beneficiários “o melhor aproveitamento possível deste apoio” para que possam melhorar as condições de habitabilidade.

“Somos todos nós como região que ficamos melhor quando os açorianos melhoram as suas condições de vida, no caso a sua habitação”, acrescentou, destacando que este apoio não é uma benesse, insistindo que deve ter da parte dos beneficiários uma contrapartida, “a de utilizarem, o mais rigorosamente possível”, o apoio dado e de “cuidarem daquilo que conseguirem fazer com esse apoio”.

“Essa é vossa obrigação”, insistiu. Vasco Cordeiro.

O Governo dos Açores começou hoje uma visita à ilha de São Jorge, como determina o Estatuto Político-Administrativo da Região Autónoma.

Nesta deslocação, a última a São Jorge nesta legislatura, os membros do executivo açoriano visitam obras, empresas e instituições, têm reuniões com diversas entidades e um encontro com o Conselho de Ilha, além de receberem a população.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.