Ano lectivo arranca hoje no continente


 

Lusa/AO On line   Nacional   8 de Set de 2010, 06:39

 Mais de um milhão e meio de alunos, de acordo com estimativas do ano passado, começam hoje a chegar às escolas, quando ainda se discute em vários pontos do país se a escola do 1.ºCiclo é para manter ou fechar.

A polémica em torno do reordenamento escolar e a transferência dos alunos para novos centros escolares chegou à abertura do ano letivo sem que tenha sido alcançado um acordo universal com as autarquias abrangidas.

Na terça feira, enquanto a ministra reafirmava que o plano anunciado e publicado é para manter, admitindo haver ainda “um ou outro caso” por resolver, a Associação Nacional de Municípios Portugueses reunia o conselho diretivo, que decidiu pedir mais uma reunião ao ministério por ter indicação de que algumas escolas “foram encerradas sem o consentimento dos municípios”, contrariamente ao que foi protocolado.

Além de uma rede em transformação a pensar na adequação à escolaridade obrigatória de 12 anos, o ano letivo começa com esperanças renovadas de pais e alunos, mas sob o signo da contenção orçamental para os responsáveis do Ministério da Educação, que terão de gerir recursos sob o olhar atento de sindicatos e famílias.

Em julho, a ministra da Educação, Isabel Alçada, e o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, assinaram um despacho de criação de um grupo de trabalho para acompanhar a implementação das medidas do setor da Educação previstas no Orçamento do Estado, bem como propor outras medidas que promovam "a eficiência e eficácia" dos serviços prestados no âmbito dos ensinos básico e secundário.

A abertura do ano letivo decorre até dia 13 nas várias escolas do ensino básico e secundário.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.