ANA promete alterar horário do aeroporto de Santa Maria

ANA promete alterar horário do aeroporto de Santa Maria

 

Lusa/AO online   Regional   30 de Nov de 2012, 15:53

A administração da ANA prometeu esta sexta-feira alterar o horário de funcionamento do aeroporto de Santa Maria que encerra às 21h30, anunciou o representante do grupo de trabalho constituído para defender aquela infraestrutura.

“Foi-nos garantido pelo conselho de administração da ANA que, na próxima semana, a decisão irá ser alterada e o aeroporto irá ter uma situação semelhante, no que toca à reabertura, aos outros aeroportos nacionais”, afirmou Rui Arruda à Lusa, após ter reunido em Lisboa com a administração da empresa que gere os aeroportos portugueses.

A ANA – Aeroportos de Portugal decidiu, unilateralmente e sem comunicar a decisão ao Governo dos Açores, encerrar no final de outubro o aeroporto de Santa Maria no período entre as 21h30 e as 6h00, exigindo às aeronaves que pretendam realizar escalas técnicas durante esse horário uma comunicação prévia até às 13h00 do dia anterior à realização dessa escala.

A decisão da ANA suscitou críticas generalizadas, nomeadamente do Governo dos Açores, de partidos políticos e da sociedade civil, já que as restrições impostas conduziram à perda de negócios e ao subaproveitamento do aeroporto mariense, que possui a maior pista do arquipélago, com 3.048 metros de comprimento.

Segundo Rui Arruda, a administração da ANA assegurou que vai agilizar os processos relativos às escalas técnicas e salvaguardar a manutenção da categoria da infra-aeroportuária na ilha após a privatização da empresa.

O Aeroporto de Santa Maria é um dos quatro operados pela ANA no arquipélago dos Açores, juntamente com os aeroportos de Ponta Delgada, Horta e Flores.

Constituído pelos presidentes do Conselho de Ilha, da Câmara de Vila do Porto e da Assembleia Municipal, além de dois deputados regionais eleitos pelo PS e pelo PSD, o grupo de trabalho saiu “satisfeito” com as garantias obtidas na reunião com a administração da ANA, bem como, na véspera, com gabinete do Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações.

Rui Arruda adiantou, ainda, que o Governo da República prometeu resolver, até ao final do ano, a questão da desanexação dos terrenos afetos ao aeroporto mariense, uma área de um milhão e 900 mil metros quadrados, com “grande potencial de desenvolvimento” para a ilha de Santa Maria.

“A desanexação dos terrenos é muito importante, porque é uma zona habitacional, com cerca de 200 moradias, em que os terrenos vão passam para a posse da região”, disse Rui Arruda, acrescentando que “as pessoas que lá habitam estavam preocupadas sem saber o que poderia acontecer”, já que este processo se arrasta há vários anos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.