Alunos do secundário em luta por um novo estatuto


 

lusa/AO On Line   Regional   4 de Fev de 2010, 05:44

Alunos dos Açores juntam-se à luta nacional. Querem mais educação sexual nas escolas e um novo estatuto do aluno. Em POnta Delgada está prevista uma concentração junto ao Palácio da Conceição, seguida de manifestação até às Portas da Cidade.
Estudantes do ensino básico e secundário realizam hoje mais um "dia de luta nacional", exigindo a aplicação efetiva da educação sexual e contra o estatuto do aluno, com as principais concentrações previstas para Lisboa e Porto.

O protesto foi convocado pela Delegação Nacional de Associações de Estudantes dos Ensinos Básico e Secundário (DNAEEBS), que afirma representar cerca de 110 estruturas estudantis, após uma reunião com a tutela, realizada no mês passado.

Segundo Rita Santos, da DNAEEBS, as concentrações estão previstas sobretudo à porta dos estabelecimentos de ensino, durante o turno da manhã, já que os problemas materiais e humanos de algumas escolas justificam "uma luta de maior proximidade".

No entanto, em Lisboa, os estudantes vão concentrar-se a partir das 10:00 junto ao Ministério da Educação, enquanto no Porto o encontro está marcado para as 09:30, na Avenida dos Aliados, à semelhança de protestos anteriores.

Questionada sobre o número de alunos que podem vir a participar na jornada de luta, a estudante preferiu não adiantar estimativas, revelando apenas que "dezenas" de associações de todo o país pediram apoio e informações.

Os estudantes exigem mais investimento nos estabelecimentos de ensino, o fim dos exames nacionais e da figura dos diretores e reivindicam a "efetiva aplicação" da educação sexual e um estatuto do aluno "inclusivo".

"Uma das nossas lutas prende-se também com os impedimentos dos conselhos diretivos de realização das reuniões gerais de alunos. Existe também muita tentativa de intervenção dos conselhos no movimento associativo, além de se intrometerem nos processos eleitorais", afirmou Rita Santos, acusando algumas direções de impedirem alunos de participar em manifestações.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.