Alunos de enfermagem dos Estados Unidos nos Açores em projeto transatlântico

Alunos de enfermagem dos Estados Unidos nos Açores em projeto transatlântico

 

Lusa/AO online   Regional   13 de Mar de 2018, 14:13

Um grupo de alunos de enfermagem das universidades de Massachusetts, nos Estados Unidos, e dos Açores, encontram-se na região autónoma, no âmbito do projeto "Bridging the Atlantic", a estudar problemas médicos nas comunidades piscatórias.

O secretário regional adjunto da presidência para as Relações Externas, Rui Bettencourt, que recebeu esta terça-feira os jovens, considerou que este projeto é “muito interessante”, unindo duas comunidades de açorianos radicadas nos Estados Unidos e Açores.

Nos Estados Unidos, na costa leste, existe uma larga comunidade de emigrantes de origem portuguesa de origem açoriana, de forma mais acentuada nas cidades de Fall River e New Bedford.

Rui Bettencourt, que ressalvou que a iniciativa engloba jovens com raízes portuguesas e outros de outras nacionalidades que se interessam pela região, declarou que o projeto “coloca os estudantes de enfermagem a preocuparem-se com questões sociais".

A edição de 2018 está focada nas dificuldades de saúde que se fazem sentir nas comunidades piscatórias da cidade de New Bedford e da ilha de São Miguel, tendo o titular da pasta das Relações Externas assinalado o “entusiasmo que os jovens" estudantes de enfermagem colocam neste projeto.

O governante destacou as vertentes social e cultural inerente ao projeto, além da vertente profissional, que lhes permite apurar como é que podem na sua ação comunitária atenuar as dificuldades de saúde das comunidades piscatórias.

Para Rui Bettencourt, mais importante do que apoiar o projeto é o Governo Regional dos Açores registar o seu retorno por via do que estão a produzir e a eficácia relevada no terreno.

O trabalho de campo dos jovens enfermeiros consiste na identificação das patologias existentes nas comunidades piscatórias em estudo, estabelecendo-se paralelos e produzindo uma resposta que será materializada num relatório sobre esta fase atual do projeto.

O projeto já envolveu durante as suas quatro edições 64 estudantes dos Açores e Estados Unidos, vários eventos técnico-científicos, publicações científicas e visitas de caráter cultural.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.