Provas de Aferição

Alunos "aquém do desejável" no Conhecimento Explícito da Língua

Alunos "aquém do desejável" no Conhecimento Explícito da Língua

 

Lusa/AO online   Nacional   9 de Nov de 2010, 16:50

Quatro em cada dez alunos do 6.º ano não foram além de duas respostas totalmente correctas em nove no domínio do "Conhecimento Explícito da Língua" na Prova de Aferição, o que fica "aquém do desejável".
Segundo o relatório nacional do Gabinete de Avaliação Educacional (GAVE) do Ministério da Educação sobre a prova de Língua Portuguesa do 6.º ano, hoje divulgado, 42 por cento dos alunos teve um máximo de duas respostas totalmente correctas e 10 por cento não teve qualquer resposta integralmente correcta

"Os alunos evidenciam um bom desempenho ao nível da Compreensão da Leitura e da Expressão Escrita, mas permanecem aquém de que é desejável no que respeita ao Conhecimento Explicito da Língua", lê-se no relatório.

Desagregando os dados, 38 por cento por cento dos alunos obtiveram uma classificação de nível D (29,1) ou E (8,9), correspondentes a "Não Satisfaz", no que diz respeito ao Conhecimento Explicito da Língua.

Nos outros dois domínios, a percentagem de classificações de nível D e E não ultrapassou os 12 por cento.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.