Crise Financeira

Alemanha proíbe vendas especulativas de curto prazo


 

Lusa / AO online   Economia   2 de Jul de 2010, 11:47

O parlamento alemão aprovou esta sexta-feira a proibição de vendas a descoberto de curto prazo nos títulos mobiliários ('naked short selling') de acções alemãs e títulos de dívida pública da Zona Euro, nomeadamente.

O diploma do governo interdita também os seguros de risco de crédito (CDS) de Estados da zona Euro, como foi anteriormente anunciado.

Com esta medida, o executivo de centro direita pretende impulsionar a proibição das vendas a descoberto a nível europeu, como disse o ministro das finanças, Wolfgang Schaeuble, quando apresentou o diploma.

As vendas a descoberto permitem a investidores apostar na queda de determinados títulos que nem sequer possuem, e são consideradas altamente especulativas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.