Face Oculta

Alberto Martins declina comentar providência cautelar


 

Lusa / AO online   Nacional   11 de Fev de 2010, 15:18

O ministro da Justiça, Alberto Martins, escusou-se esta quinta-feira a comentar a providência cautelar para impedir a publicação no jornal Sol de notícias com escutas registadas no âmbito do processo Face Oculta, apontando a “separação de poderes”.
“Não comento tudo o que está a ser apreciado no âmbito da justiça. A Justiça tem as suas regras, os seus procedimentos próprios. À Justiça o que é da Justiça, é o princípio da separação de poderes”, disse, à margem do debate parlamentar sobre o Orçamento do Estado para 2010.

Em resposta a várias questões dos jornalistas sobre o assunto, nomeadamente sobre uma eventual dimensão política deste episódio, Alberto Martins respondeu sempre: “Não comento, nem aprecio nem julgo matérias que estão a ser apreciadas na Justiça. Não me cabe isso nem farei isso. Isso cabe aos tribunais e aos seus órgãos próprios”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.