Alberto João Jardim defende demissão do ministro das Finanças

Alberto João Jardim defende demissão do ministro das Finanças

 

Lusa   Nacional   26 de Jun de 2010, 15:26

O presidente do PSD-Madeira, Alberto João Jardim, defendeu hoje que seria útil para o país que o primeiro ministro, José Sócrates, fizesse uma remodelação do Governo da República e substituísse o ministro das Finanças.

“Neste momento, a minha luta é contra o ministro das Finanças, que tem concepções económicas e financeiras muito próximas do Bloco de Esquerda, que já tinha antes de ser ministro, e está a prejudicar, no meu entender legítimo e livre, o país”, disse Jardim à margem da reunião do conselho regional do PSD-M que decorreu no Funchal.

“Acho que era útil para o país, o primeiro ministro substituir este ministro das Finanças”, acrescentou o líder madeirense.

Jardim criticava o alegado “boicote” feito por Teixeira dos Santos ao Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM), numa altura em que o PSD-M considera ser necessário celeridade nas negociações com a Comissão Europeia sobre os benefícios fiscais para a praça financeira madeirense.

“É um boicote feito pelo Ministro das Finanças que é próximo do BE”, sublinhou, salientando que “esta não é a primeira dificuldade que causa à região e que com o tempo foi ultrapassada”, declarou, sustentando ser “necessário lutar”.

“O primeiro ministro é que tem de decidir: ou afunda-se nas mãos deste Ministro das Finanças ou tem o salto genial de fazer uma remodelação de Governo”, concluiu.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.