Al-Qaida oferece 3 quilos de ouro a quem matar embaixador dos EUA no Iémen

Al-Qaida oferece 3 quilos de ouro a quem matar embaixador dos EUA no Iémen

 

LUSA/AOnline   Internacional   29 de Dez de 2012, 17:20

A organização terrorista Al-Qaida está a oferecer uma recompensa de três quilos de ouro em troca do assassínio do embaixador dos EUA no Iémen, avançou hoje a agência EFE.

Num vídeo realizado por uma das produtoras da organização, Al Malahin, e difundido por fóruns na internet, o grupo anuncia “prémios e incentivos” no âmbito de um “chamamento à jihad” para “ampliar o círculo da jihad popular” da nação islâmica.

A gravação, intitulada “Jihad e Umma” (nação islâmica), informa que “o primeiro prémio, cujo valor é de três mil gramas de ouro, irá para quem matar o embaixador judaico dos EUA em Sana”, capital do Iémen.

A organização oferece ainda uma recompensa de cinco milhões de reais iemenitas (mais de 23 mil dólares) “para quem matar qualquer soldados dos EUA no Iémen”.

A Al-Qaida apresenta um prazo de seis meses para as recompensas e termina a gravação com um extrato de uma alocução com a voz de Usama Bin Laden que diz: “Não consultes ninguém para matar os americanos, fá-lo em nome de Deus”.

O vídeo mostra também cenas de ataques de manifestantes a embaixadas dos EUA em países muçulmanos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.