Agricultura dos Açores quer aumento de verbas no Orçamento para 2017

Agricultura dos Açores quer aumento de verbas no Orçamento para 2017

 

Lusa/AO Online   Regional   13 de Jan de 2017, 10:12

O presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita, disse hoje que o setor quer um aumento de verbas e a manutenção do pagamento de 45 euros por vaca leiteira no Orçamento regional para 2017.

 

“O que pretendemos é mais aumento de verbas para o setor e que a ajuda dos 45 euros por vaca leiteira tem que se manter intacta durante o ano de 2017”, afirmou Jorge Rita, ressalvando que esse aumento “não está identificado” por ainda não haver dados sobre a execução do ano anterior.

O dirigente falava aos jornalistas no final de uma audição com o presidente do Governo dos Açores, o socialista Vasco Cordeiro, em Ponta Delgada, ilha de São Miguel, no âmbito das reuniões com os parceiros sociais e os partidos políticos de preparação das propostas de Plano e Orçamento para este ano.

Insistindo em mais verbas para a agricultura, Jorge Rita considerou estarem identificadas as razões para esse reforço, como “o bom nível de execução da produção em todas as áreas, apesar da crise que está instalada”.

“Percebemos, claramente, as limitações que existem, mas um setor tão importante e vital na nossa economia, quer em termos económicos quer em termos sociais como a agricultura, tem que ter sempre da parte do Governo [Regional] uma atenção especial”, defendeu, notando que esse investimento, apesar da crise, tem sempre retorno.

A este propósito justificou com a manutenção das “pessoas nos meios rurais” ou o emprego.

“[O setor] continua a ser o melhor exportador daquilo que produzimos na região e potencia outros setores de atividade, derivado da nossa paisagem, que a mantemos”, acrescentou o presidente da Federação Agrícola dos Açores, referindo, também, ser “indispensável” a continuidade do investimento em infraestruturas, como os matadouros ou o abastecimento de água e eletrificação das explorações.

Por outro lado, Jorge Rita declarou como “essencial” que “os pagamentos comprometidos sejam feitos, grande parte deles até ao final do mês de janeiro”.

A Federação Agrícola dos Açores representa 19 associações, com cerca de 12 mil agricultores.

Nesta audiência estiveram com Jorge Rita representantes de duas associações da ilha Terceira e da Associação de Jovens Agricultores de São Jorge.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.