Agente secreto alemão detido por trabalhar para Washington

Agente secreto alemão detido por trabalhar para Washington

 

Lusa/AO online   Internacional   4 de Jul de 2014, 19:16

Um colaborador dos serviços secretos da Alemanha foi detido por suspeita de ter espiado para os Estados Unidos a comissão parlamentar encarregada dos inquéritos sobre as atividades da agência de informações norte-americana NSA, de acordo com media alemães.

 

O jornal diário Süddeutsche Zeitung, as radiotelevisões regionais NDR, WDR e ainda a agência alemã DPA avançaram hoje com a notícia.

Na quinta-feira, o procurador-geral federal tinha anunciado a detenção de um alemão de 31 anos, acusado de espionagem para um serviço estrangeiro, mas não tinha precisado para que serviço o suspeito poderia estar a trabalhar.

Interrogado sobre esse assunto numa conferência de imprensa de rotina, o porta-voz do Governo alemão, Steffen Seibert, declarou que a chanceler Angela Merkel foi informada da ocorrência na quinta-feira. "O Governo alemão vai esperar os desenvolvimentos da investigação. Se for preciso retirar consequências, elas serão retiradas, mas ainda não chegámos a esse ponto. O assunto é grave, isso é claro", disse Seibert.

Questionado várias vezes sobre se o assunto tinha sido evocado na conversa telefónica mantida na quinta-feira à noite entre Angela Merkel e o presidente norte-americano Barack Obama, o porta-voz limitou-se a dizer que o assunto dessa conversa tinha sido a Ucrânia.

De acordo com as informações da radiotelevisão local NDR, do norte da Alemanha, o cidadão detido tinha sido preso por inicialmente se suspeitar que tinha tentado entrar em contacto com os serviços secretos russos.

Durante os interrogatórios, o detido colaborador dos serviços secretos alemães supostamente confessou ter fornecido informações a um serviço secreto norte-americano, diz a NDR.

As relações entre os Estados Unidos e a Alemanha ficaram mais tensas depois das revelações feitas pelo ex-colaborador da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) Edward Snowden sobre um vasto programa de espionagem que visava em grande parte a Alemanha, incluindo o telefone de Angela Merkel.

A Alemanha é particularmente sensível a questões de espionagem no seu próprio território, já que é um país que ficou marcado pelas ações da Stasi, a polícia secreta da antiga República Democrática da Alemanha (Alemanha de leste, comunista), que espiava os seus cidadãos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.