Africa Eco Race arranca no Mónaco com pilotos portugueses otimistas

Africa Eco Race arranca no Mónaco com pilotos portugueses otimistas

 

Lusa/AO Online   Motores   28 de Dez de 2015, 04:53

A oitava edição da Africa Eco Race, prova todo-o-terreno que percorrerá Marrocos, Mauritânia e Senegal até 10 de janeiro de 2016, com a participação de pilotos portugueses, arrancou no Mónaco com as verificações técnicas e partida virtual.

 

“Os dias que antecedem o rali são terríveis. Corremos para ultimar todos os detalhes que parecem não ter fim e o cansaço começa a perturbar. Contudo, é importante manter a concentração, pois grande parte do sucesso na prova resulta da sua preparação prévia”, disse a piloto Elisabete Jacinto.

A competir na categoria de camiões, Elisabete Jacinto é já uma presença assídua na Africa Eco Race, tendo conseguido na edição de 2012 o feito histórico de vencer uma etapa geral, à frente de competidores como o francês Jean-Louis Schlesser.

No sentido inverso ao de Elisabete Jacinto está a estreante dupla luso-brasileira no Africa Eco Race constituída por Ricardo Leal dos Santos e Maykel Justo, aos comandos de uma ‘pick-up’ Nissan Navara.

Ricardo Leal dos Santos, que soma já uma dezena de participações no Dakar, sete das quais em África, onde chegou a competir em ‘quads’, acredita que pode lutar por andar entre os primeiros.

“Estou ciente de que tenho adversários muito fortes, particularmente os que se apresentam aos comandos dos mais variados tipos de ‘buggy’, máquinas que neste tipo de corrida são extremamente competitivas, mas a nossa Nissan já demonstrou ter um excelente comportamento e queremos provar todo o seu potencial nesta prova”, salientou.

A comitiva lusa no Africa Eco Race inclui ainda Paulo Ferreira e Jorge Monteiro ('pick-ups') e João Rolo (motos).

Terminadas as verificações e os habituais controlos administrativos e técnicos, os participantes vão partir para Sète, no sul de França, onde será feito o embarque no ‘ferry’ que vai levar toda a comitiva até Nador, em Marrocos.

A passagem pelo Mediterrâneo faz-se durante a noite de hoje e o dia de segunda-feira, que será de descanso passado no barco antes do arranque da prova. É na madrugada do dia 29 de dezembro que a caravana chega a Nador, onde desembarcará e terá início a primeira etapa do Africa Eco Race de 2016.

O percurso da primeira etapa será composto por 613 quilómetros, entre os quais 100 cronometrados. Para a especial que vai ligar Nador a Jorf El Hamam, os pilotos vão encontrar logo à partida as comuns pistas de pedra, que são muito habituais em solo marroquino.

Os vencedores da edição anterior - Paul Anders Ullvalseter, nas motos, Jean-Antoine Sabatier, nos automóveis, e Anton Shibalov, nos camiões - voltam a estar presentes, assim como a equipa Kamaz, que irá levar um terceiro camião.

Até 10 de janeiro de 2016, na chegada ao mítico Lago Rosa em Dakar, no Senegal, os concorrentes terão pela frente cerca de 6.000 quilómetros, dos quais 3.781 cronometrados.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.