Acusada de homicídio mulher suspeita de esfaquear oito crianças na Austrália

Acusada de homicídio mulher suspeita de esfaquear oito crianças na Austrália

 

LUSA/AO Online   Internacional   21 de Dez de 2014, 13:32

A mãe de sete das oito crianças alegadamente esfaqueadas até à morte na cidade de Cairns, no norte da Austrália, foi acusada hoje de homicídio, informou a polícia.

À mulher, de 37 anos, que continua sob custódia no hospital, foram imputadas oito acusações de homicídio depois da descoberta dos corpos de oito crianças numa casa na manhã de sexta-feira. As equipas forenses ainda têm investigações em curso, mas os corpos das crianças, com idades compreendidas entre os 18 meses e os 14 anos, já foram removidos. Em comunicado, a polícia do estado australiano de Queensland indicou que a acusação foi proferida depois de a mulher ter sido presente a um juiz no hospital. A causa da morte das crianças, metade das quais do sexo feminino, não foi ainda oficialmente divulgada pelas autoridades que afirmaram estar a considerar vários cenários, incluindo asfixia. “Estamos a considerar isso [asfixia], razão pela qual leva um pouco de tempo”, disse hoje aos jornalistas o inspetor Bruno Asnicar. Anteriormente, a polícia indicou ter encontrado armas na casa onde foram descobertas as crianças. As autópsias deverão ser concluídas hoje, segundo o mesmo responsável. A mulher, detida este sábado, é mãe de sete das crianças mortas e tia da outra.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.