Cimeira da NATO

Activistas intensificam acções de informação contra cimeira em Lisboa


 

Lusa/AO online   Nacional   21 de Set de 2010, 18:39

Os promotores da campanha contra a cimeira da NATO em Portugal em Novembro regressaram esta terça-feira às acções de rua, com o objectivo de intensificar a informação e a mobilização da opinião pública portuguesa a cerca de dois meses do encontro.
“No dia em que se assinala o Dia Internacional da Paz, nada como chamar a atenção para a cimeira que se realiza em Portugal em Novembro, para os seus objectivos, que no fundo passam pelo agravamento, pela intensificação da estratégia agressiva e militarista da NATO à revelia do povo português”, afirmou Gustavo Carneiro, do Conselho Português para a Paz e Cooperação, uma das 104 organizações que integram a campanha “Paz Sim! NATO Não!”.

Em declarações à agência Lusa, o porta-voz do movimento considerou ser essencial informar e esclarecer os portugueses sobre a natureza da Aliança Atlântica e “das posições que o Governo português assume em seu nome nas instâncias internacionais”.

A grande iniciativa da campanha, segundo Gustavo Carneiro, será a promoção de uma “grande manifestação” para o dia 20 de Novembro, às 15:00, entre o Marquês de Pombal e a Praça dos Restauradores.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.