Açores vão pedir para integrar Organização Mundial do Turismo como membro associado

Açores vão pedir para integrar Organização Mundial do Turismo como membro associado

 

Lusa/AO Online   Regional   15 de Jan de 2015, 05:29

Os Açores vão solicitar a adesão à Organização Mundial do Turismo como membro associado, estatuto que a Madeira tem desde 1995, segundo uma iniciativa que foi hoje aprovada por unanimidade no parlamento da região autónoma.

O pedido de adesão tem de ser feito pelo Governo da República, pelo que os deputados da região aprovaram uma resolução, apresentada pelo PPM, em que recomendam ao executivo açoriano que "inste" o executivo nacional a iniciar o processo.

Todos os partidos representados na Assembleia da Legislativa dos Açores deram o seu apoio à proposta monárquica, assim como o próprio Governo Regional.

O secretário regional dos Transportes, Vítor Fraga, sublinhou que a Organização Mundial do Turismo (OMT) "funciona, no fundo, como um grande fórum global" onde as questões e as políticas do setor são debatidas e definidas, tendo "capacidade de influência" e sendo uma "fonte de partilha" de contactos e conhecimentos.

Os objetivos que persegue a OMT tocam "um conjunto de temas muito abrangentes" e a admissão dos Açores como membro associado permitiria uma "proximidade junto dos organismos que decidem, no fundo, a política do turismo a nível global, que não deve ser de descurar", afirmou Vítor Fraga.

A participação da região na OMT, como "membro filiado", é feita, neste momento, através do Observatório do Turismo dos Açores, o que acontece desde 2010. No entanto, o estatuto de membro associado abre outras possibilidades, admitiu Vítor Fraga.

Paulo Estêvão, do PPM, destacou que desta forma os Açores poderão participar na assembleia-geral da OMT e, rotativamente, também no conselho executivo.

A OMT é um organismo das Nações Unidas e, para o PPM, "constitui um fórum importante de intercâmbios, de diálogo e de cooperação", havendo assim a possibilidade de os Açores virem a "usufruir de uma rede de contactos ao mais alto nível" neste setor.

Paulo Estêvão destacou também que a admissão de membro associado da OMT aumentaria a "projeção externa" da região, que quer fazer do turismo um dos "pilares fundamentais" da economia regional.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.