Açores vão dispor de carta para humanização do Serviço Regional de Saúde

Açores vão dispor de carta para humanização do Serviço Regional de Saúde

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Jul de 2017, 17:28

As unidades de saúde dos Açores vão dispor de uma carta com linhas orientadoras para a humanização do Serviço Regional de Saúde, um documento que deverá estar concluído dentro de 180 dias, anunciou hoje o Governo açoriano.

 

“Esta carta tem a ver com todas as questões e estratégias que tenham como foco o utente. Isto é que é fundamental, porque temos que perceber que os utentes estão cada vez mais informados”, afirmou o secretário regional da Saúde, Rui Luís, em declarações aos jornalistas.

O titular pela pasta da Saúde nos Açores falava no inicio de uma reunião com o grupo de trabalho para a humanização do Serviço Regional de Saúde, no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, ilha de São Miguel.

O governante explicou que se trata da primeira reunião de trabalho com vista à criação da carta "onde estarão vertidos os princípios da humanização para que cada profissional de saúde possa beber desta informação".

“Podemos estar a falar de pequenos atos como olhar o doente, ouvir o que ele tem a dizer. A questão das instalações, a forma de estarmos à vontade em determinado espaço, ou ainda a área da informática que pode ajudar-nos e não ser um processo burocrático ainda maior”, adiantou Rui Luís, acrescentando que além da carta deverá sair "uma estratégia de formação" para os profissionais ao nível da humanização "no atendimento e relacionamento entre pessoas".

O secretário regional da Saúde destacou que este grupo de trabalho reúne os representantes de cada ordem profissional, indicando ainda que deverão ser também auscultadas as comissões de ética de cada um dos três hospitais dos Açores, localizados nas ilhas de São Miguel, Terceira e Faial, e os conselhos de administração.

Este grupo de trabalho integra ainda representantes das instituições de apoio ao doente e da Universidade dos Açores, segundo avançou o secretário regional da Saúde, afirmando que a ideia é elaborar um documento final que reflita uma estratégia para que "a humanização seja uma realidade diária em todas as instituições do Serviço Regional de Saúde".

"Tendo em conta que se fala muito na necessidade de humanizar o Serviço Regional de Saúde, a nossa intenção é não ficarmos pelas palavras e agirmos em conformidade, daí que pretendemos que todos os profissionais estejam representados através das suas ordens e tenham acesso a um documento elaborado por todos", sustentou.

Rui Luís destacou ainda a importância da criação deste documento, frisando que "os utentes chegam às consultas já com uma outra informação que não tinham há uns anos atrás", pelo que "os profissionais também têm que se adaptar a esta realidade".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.