Açores têm mais de 20 mil atletas federados


 

Susete Rodrigues/Gacs   Outras modalidades   23 de Dez de 2007, 18:40

Os Açores ultrapassaram pela primeira vez, em 2006, a marca dos 20 mil atletas federados, contando com 20045 praticantes naquelas condições, distribuídos por 39 modalidades

De acordo com um estudo realizado naquele ano junto das Associações de modalidade e de desportos que desenvolveram actividade na Região, bem como junto dos clubes que desempenharam essas funções nas modalidades em que não existia a estrutura associação ou era essa a opção de organização federativa, daquele total de atletas a maioria jogava futebol, (4954 - 24,7%), seguindo-se o voleibol com (2456 - 12,3%) e o basquetebol (1 420 - 7,1%).

No campo oposto encontrava-se o triatlo, com 13 atletas (0,1%), o parapente, com 16 (0,1%) e a esgrima com 19 (0,1%).

O estudo apresentado pelo director regional, Rui Santos, revela que a modalidade individual com maior expressão nessa época foi o ténis de mesa, com 1349 atletas (5,4%), enquanto que nas colectivas o futsal, recente entre nós, se aproxima já dos mil federados. Ainda de acordo com os dados de 2006, as modalidades colectivas representam 55,4% do total e verifica-se que a prática desportiva é predominantemente masculina, com 72,7% do total.

Em termos de distribuição por escalão etário, o que detém mais peso é o de seniores, com 25, 5% do total, seguido dos minis, com 17%, e dos iniciados, com 16,9 %.

A ilha com maior número de atletas é São Miguel com 8256 (41,2%), seguida da Terceira com 5861 (29,2%) e Pico com 2072 (10,3%). No oposto situa-se as Flores com 252 (1,3%) e no Corvo não existe actividade desportiva federada.

Estes mais de 20 mil atletas federados contam com o apoio, na sua actividade, de 805 treinadores, sendo a modalidade mais representativa o futebol (204 – 25,3 %, seguindo-se o voleibol (110 – 13,7 %) e do basquetebol (70 – 8,7%).

De igual modo na distribuição por ilhas, os treinadores acompanham o panorama dos atletas, sendo que o maior número exerce funçõesem São Miguel (305 – 37,9%) seguida daTerceira (241 – 29,9%) e do Pico (95 – 11,8%). Apenas 16,1 % dos treinadores são mulheres. Dos treinadores em actividade nos Açores, 66,7% possuem o nível I (grau inicial da carreira de treinador). No lado oposto, no nível superior da carreira (graus III e IV) encontram-se 9,2 % dos treinadores.

O total de árbitros/juízes em actividade ascende a 980, dos quais 265 (27%) são do sexo feminino. Contrariando a tendência de distribuição quer de atletas quer de treinadores, a ilha Terceira é aquela que regista maior número de árbitros/juízes (365 – 37,2 %), seguida de São Miguel (324 – 33,1%) e do Pico (110 – 11,2%).

Por outro lado, os dirigentes em actividade nos Açores são 1343, verificando-se que a sua grande maioria (1234 - 91,9%) é do sexo masculino. Esta tendência verifica-se nas diferentes ilhas constatando-se mesmo a inexistência de qualquer dirigente do sexo feminino nas ilhas Graciosa e Flores. O Futebol é a modalidade que possui mais dirigentes (mais de 50% do total).

Em termos globais 8,29 por cento dos açorianos pratica desporto federado, com idades compreendidas entre os 8 e os 34 anos. A taxa de participação absoluta por ilha revela que Santa Maria detém maior percentagem da população a praticar desporto federado, com 18,77 %, já longe do Pico (13,79%) e da Terceira (10,5%). Excluindo o Corvo, onde não há actividade neste enquadramento, em último lugar da relação de atletas federados face à população residente surge São Miguel, com apenas 6,27%.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.