Açores reforçam verbas para escolas e combate ao insucesso escolar em 2015

Açores reforçam verbas para escolas e combate ao insucesso escolar em 2015

 

Lusa/AO Online   Regional   5 de Nov de 2014, 15:39

O Governo dos Açores vai reforçar em 2015 as dotações para o setor da Educação em cerca de nove milhões de euros, para concluir investimentos no parque escolar e combater o insucesso e o abandono escolar precoce.

Avelino Meneses, secretário regional da Educação e Cultura, disse hoje aos jornalistas, no final de uma audição na comissão de Assuntos Sociais do parlamento açoriano, na cidade da Horta, sobre as propostas de Plano e Orçamento regionais para o próximo ano, que o montante destinado ao seu departamento governamental aumentou de 71 para 80 milhões de euros.

"Este acréscimo de investimento situa-se, fundamentalmente, em duas grandes áreas, na área das construções escolares, onde temos programadas construções e remodelações em 11 escolas, e, por outro lado, nos denominados projetos pedagógicos, destinados a combater o insucesso escolar e o abandono escolar precoce", salientou.

Segundo explicou, este reforço orçamental vai permitir, no que diz respeito ao parque escolar, "encerrar de vez o problema das instalações escolares nos Açores", que têm vindo a ser melhoradas ao longo dos últimos anos.

Em relação aos projetos pedagógicos, Avelino Meneses adiantou que os investimentos estão canalizados para o cumprimento da Agenda 2020, que "obriga à redução do insucesso escolar e à erradicação do abandono escolar precoce".

"Há aqui muitas verbas reservadas para projetos de inovação pedagógica, que mexem quer com os estudantes, quer com docentes, quer inclusivamente com toda a comunidade educativa", realçou.

No final de setembro, o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, já tinha realçado o aumento das verbas, em 2015, para a Educação, tendo concretizado que o dinheiro destinado a projetos pedagógicos que visam promover o sucesso escolar passam de 150 mil euros em 2014 para cerca de dois milhões no próximo ano.

Os resultados escolares dos alunos açorianos são considerados os mais baixos do país. Quanto ao abandono escolar precoce, o próprio Avelino Meneses revelou, na semana passada, que se situou nos 35% em 2013, contra os 19% da média nacional.

Em relação ao setor da Cultura, Avelino Meneses lembrou hoje os investimentos previstos em "quase todas as ilhas", com especial destaque para a conclusão da obra da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Angra do Heroísmo, que, após anos de atraso, vai "finalmente" ficar concluída.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.