Açores recuperam projeto de orquestra regional

Açores recuperam projeto de orquestra regional

 

Lusa/AO online   Regional   27 de Jan de 2015, 16:17

O Governo anunciou que vai recuperar o projeto da Orquestra Regional Lira Açoriana criado em 1998 para representar a região na Expo98 em Lisboa.

 

A Direção Regional da Cultura dos Açores informa, num comunicado, que a Orquestra Regional Lira Açoriana "reinicia este ano a sua atividade através do Projeto Lira", estando abertas até 08 de fevereiro as candidaturas para as audições de quem a quiser integrar.

Os candidatos têm de ter entre 14 e 24 anos e ser naturais ou residentes dos Açores.

O objetivo do executivo açoriano é dar um "novo formato" à Orquestra Regional Lira Açoriana, que passará a ter direção e composição nova a cada dois anos.

"Neste âmbito, em cada dois anos, a Direção Regional da Cultura convidará um novo maestro, com o objetivo de permitir aos músicos o contacto com diferentes experiências e saberes. O maestro terá a seu cargo a constituição da orquestra, composta por 40 a 70 músicos, assim como o processo de seleção dos seus elementos", lê-se no comunicado divulgado hoje.

O projeto, segundo a Direção Regional da Cultura, visa tornar esta orquestra num "símbolo da unidade regional", integrando elementos das diversas ilhas do arquipélago, para além da formação de músicos e do "aperfeiçoamento das bandas filarmónicas dos Açores", que têm grande tradição no arquipélago.

Nos Açores, existem mais de 100 bandas filarmónicas, sendo a região do país com mais grupos deste género ‘per capita’.

Ainda segundo a informação hoje revelada, o Projeto Lira prevê a realização de dois estágios por ano da orquestra, de sete dias cada um, assim como concertos.

Será ainda atribuído um prémio "ao músico que mais se evidenciar durante os quatro momentos da formação que se realizará em cada edição bienal, sob a forma de estágio de curta duração, em Portugal ou num país estrangeiro".

"A Orquestra Regional Lira Açoriana foi criada pelo Governo dos Açores em 1998 e era composta, desde o seu início, por um conjunto permanente de músicos recrutados das várias filarmónicas dos Açores, os quais interpretaram ao longo dos anos um diversificado repertório de música ligeira e erudita e contribuíram para a evolução das bandas da região", explica a mesma nota.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.