Açores recebem conferência europeia de geoparques

Açores recebem conferência europeia de geoparques

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   2 de Jan de 2017, 15:53

A 14.ª Conferência Europeia de Geoparques vai realizar-se nos Açores, de 7 a 09 de setembro de 2017, sendo subordinada ao tema "Geoparques como estratégia de turismo sustentável para o desenvolvimento".

 

“Esta conferência integra a rede europeia de geoparques, realizando-se de dois em dois anos, tendo, em 2014, os Açores apresentado uma candidatura para apresentar o evento em 2017, que foi aprovada, por unanimidade, pelos delegados”, disse o coordenador científico do Geoparque Açores, João Carlos Nunes.

O geoparque integra um número significativo de sítios de interesse geológico que, pelas suas peculiaridades ou raridade, apresentam relevância científica, educativa, cultural e económica que podem ser considerados como geossítios.

O Geoparque Açores integra 121 sítios de interesse geológico (geossítios) e faz parte da rede europeia desde março de 2013.

João Nunes especificou que a candidatura açoriana foi apresentada pela Associação Geoparque Açores, entidade gestora, com o apoio das direções regionais do Ambiente e do Turismo do Governo dos Açores.

O responsável declarou que esta conferência da rede europeia de geoparques, que constitui um programa da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), a par das reservas da biosfera e do património mundial, “já mobiliza um conjunto alargado de pessoas”, uma vez que inclui 69 geoparques de 20 países europeus.

O responsável sublinha a “coincidência feliz” do encontro se realizar nos Açores no ano que a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento.

“Uma das responsabilidades dos geoparques é promover o desenvolvimento sustentável das regiões onde estão inseridos, através do geoturismo. A própria rede europeia achou adequado que o tema da conferência estivesse relacionado com o turismo sustentável, o que tem um sentido acrescido nos Açores, onde existe uma política no setor que assenta muito no respeito pelos valores ambientais”, referiu.

João Nunes explicou que, apesar da conferência se realizar em termos científicos na ilha de São Miguel, devido à dimensão logística do evento, vão ser desenvolvidas ações em todas as ilhas dos Açores, por forma a que os participantes conheçam toda a dimensão da insularidade açoriana.

“O grande objetivo é que, através das visitas a todas as ilhas e da conferência, se possa projetar o nome dos Açores e a promoção do turismo sempre na perspetiva da natureza, da sustentabilidade e valores ambientais”, concluiu João Nunes.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.