Açores querem que aprovação do "Relatório do Leite" seja aproveitado por Portugal


 

LUSA/AO online   Regional   7 de Jul de 2015, 17:36

O secretário açoriano da Agricultura defendeu hoje que Portugal deve aproveitar a aprovação do "Relatório do Leite" no Parlamento Europeu, que aconselha o reforço dos apoios aos produtores face ao fim das quotas, para pressionar a Comissão Europeia

"Abriu-se assim uma porta que deve e tem de ser agora aproveitada pelo Estado português para pressionar, inequivocamente, a Comissão Europeia”, afirmou Luís Neto Viveiros, citado numa nota do gabinete de apoio à comunicação social do Governo dos Açores.

O “Relatório do Leite” aprovado no Parlamento Europeu é uma iniciativa de que o eurodeputado açoriano Serrão Santos (PS) foi relator.

Para o governante açoriano trata-se de uma "importante e significativa vitória política” pelos consensos que reuniu e porque aconselha a Comissão Europeia a reforçar os apoios aos produtores e a criar sistemas de regulação perante os efeitos do fim das quotas leiteiras, nomeadamente nos Açores.

Luís Neto Viveiros defendeu que “não se pode ignorar esta importante oportunidade”, destacando o trabalho desenvolvido pelo Governo dos Açores na defesa dos interesses dos agricultores açorianos, nomeadamente no contributo para a revisão do POSEI (ajudas comunitárias pela insularidade) em 2013,

Na semana passada, o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, disse que o efeito da queda do preço do leite no arquipélago não é apenas uma "questão regional" e pediu empenho ao executivo nacional para sensibilizar Bruxelas para este assunto.

Para Vasco Cordeiro, este é "um dos casos em que se exige um compromisso forte e efetivo" da parte do Governo da República no sentido de "demonstrar" às instituições europeias o "caráter específico e as circunstâncias especiais que este processo assume" na região autónoma dos Açores, que produz 30% do leite de todo o país e onde a agropecuária é um pilar da economia regional.

Os efeitos nos Açores da abolição das quotas leiteiras na Europa, em abril passado, nomeadamente, a queda do preço pago aos produtores, "não devem ser encarados apenas como um problema regional e uma questão regional", sublinhou Vasco Cordeiro, na abertura do primeiro Congresso Nacional dos Jovens Agricultores, em Ponta Delgada.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.