Açores querem aproveitar potencial do mar como "via de comunicação"

Açores querem aproveitar potencial do mar como "via de comunicação"

 

Lusa/AO Online   Regional   21 de Out de 2014, 13:57

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, reiterou hoje a sua aposta no transporte marítimo de passageiros no arquipélago, sublinhando que o potencial do mar como "via de comunicação" tem de ser aproveitado pela região.

Vasco Cordeiro falava na ilha do Pico, durante a inauguração do novo terminal marítimo de passageiros da Madalena, um investimento de cerca de nove milhões de euros a que se somam mais 12 milhões aplicados na requalificação e construção de novas infraestruturas do próprio porto.

"Estes mais de 20 milhões foram investimentos neste porto da Madalena que revelam bem a importância que o Governo Regional atribui às ligações marítimas e, sobretudo, ao potencial que o mar encerra e que devemos aproveitar cada vez mais, desde logo, como via de comunicação", disse.

O terminal da Madalena, por onde passam os passageiros do canal Pico/Faial, que gera um dos fluxos "historicamente significativos" nas ligações marítimas nos Açores, nas palavras do próprio Vasco Cordeiro, passa a ter, por exemplo, salas diferenciadas de embarque e desembarque, balcões de 'check-in' e uma sala reservada de apoio à transferência de doentes.

Quanto ao porto, tem agora acesso rodoviário a uma nova ponte-cais que, para o Governo açoriano, deverá traduzir-se num "incremento significativo da circulação de viaturas entre o Pico e o Faial", como "já foi indiciado" nos últimos meses, desde que entraram em funcionamento novos barcos no grupo central que permitem o transporte de carros, sendo usada, neste caso, a rampa "roll-on rool-off" de São Roque.

O transporte marítimo de passageiros "é cada vez mais uma operação fundamental e essencial" para a "economia e a mobilidade dos açorianos, como provam, aliás, os cerca de um milhão de passageiros transportados todos os anos entre as ilhas" do arquipélago, vincou Vasco Cordeiro.

Assim, garantiu que 2015 "ficará marcado", a este nível, pela continuação da implementação do Plano Integrado de Transportes que o executivo apresentou este ano e que, lembrou, tem como objetivos aumentar a mobilidade dentro do arquipélago, através da redução de custos e do reforço da "facilidade de interligação e da comodidade" entre os vários tipos de transporte.

Além de vários investimentos no setor, já anunciados, em 2015 haverá "alterações nos quadros regulamentares", como é o caso das obrigações de serviço público nas ligações aéreas (inter-ilhas e para fora da região), lembrou, garantindo que o Governo dos Açores "está empenhado em criar instrumentos que facilitem vida a quem viaja nas ilhas".

"Quem percorrer as ilhas dos Açores com a comodidade e a segurança que a frota da SATA Air Açores confere, quem embarcar ou desembarcar nas novas gares marítimas, de que esta é um exemplo, quem viajar nos navios Mestre Simão ou Gilberto Mariano e atracar nos vários portos requalificados, não pode, de boa fé, resumir a sua análise aos nossos transportes apenas à crítica ou ao desmerecimento", considerou.

O terminal de passageiros do porto da Madalena foi hoje inaugurado, depois de alguns atrasos na execução da obra. Ainda para a ilha do Pico, está também prevista a construção de um outro terminal de passageiros em São Roque, obra "bastante exigente do ponto de vista técnico", que só avançará quando estiver garantida "a melhor solução técnica possível", disse hoje Vasco Cordeiro, dizendo que até ao final do ano serão feitos ensaios para testar a viabilidade do projeto atual.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.