Açores interditam pesca do goraz na segunda quinzena de julho

Açores interditam pesca do goraz na segunda quinzena de julho

 

LUSA/AO online   Regional   9 de Jul de 2015, 14:02

O Governo dos Açores anunciou hoje a interdição da pesca do goraz na segunda quinzena de julho, para que este peixe seja capturado quando o seu valor no mercado for mais alto

O secretário regional que tutela as pescas nos Açores, Fausto Brito e Abreu, disse aos jornalistas, na Horta, que esta decisão é uma "medida de gestão da quota" do goraz destinada à região, depois de os pescadores do arquipélago já terem capturado este ano o correspondente a 68% do total dessa quota (cerca de 460 toneladas).

A União Europeia cortou este ano a quota do goraz para os Açores em 25% e decidiu novo corte de 25% para 2016.

Com a medida hoje anunciada, o objetivo do Governo açoriano "é garantir que essa quota é usada da forma mais inteligente possível, gastando-a na altura em que o preço de primeira venda do pescado é alto", disse Brito e Abreu, acrescentando que é uma forma de garantir "um aumento do rendimento" dos pescadores e de minimizar "o dano" que causa à região "esta redução de quota".

O secretário regional disse que foi consultada a Federação das Pescas dos Açores, as associações de pesca de cada ilha do arquipélago e outros parceiros com assento no Conselho Regional das Pescas, como os sindicatos e a associação de comerciantes de pescado.

"A generalidade dos pareceres foi favorável", garantiu o secretário regional.

A 26 de junho, Brito e Abreu, no final de uma reunião com a direção da Federação das Pescas dos Açores, havia já admitido a criação este ano de um período de defeso para evitar que o goraz seja pescado nos meses em que tem menor valor comercial.

No mesmo dia, o presidente da Federação de Pescas dos Açores, Gualberto Rita, manifestou preocupação com a pesca do goraz (uma das espécies mais procuradas nos Açores), dado que as capturas este ano haviam já superado os 65% da quota destinada aos Açores.

O goraz representa 7% do total de capturas nos Açores e 20% do seu valor.

O valor comercial do goraz é, por norma, mais baixo entre julho e outubro e entre meados de janeiro e fevereiro.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.