Açores debatem potencialidades do turismo cultural entre 15 e 17 de março

Açores debatem potencialidades do turismo cultural entre 15 e 17 de março

 

Lusa/AO online   Regional   6 de Mar de 2018, 12:42

O património e as tradições dos Açores podem ser potenciados como produto turístico, segundo o município da Praia da Vitória, que acolhe as V Jornadas de Reflexão de Animação Turística da região entre 15 e 17 de março.

“Achamos que o turismo cultural nos Açores merece ser potenciado e aproveitado”, salientou hoje o vereador com o pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tiago Ormonde, na apresentação do programa das jornadas, organizadas pela Associação Regional de Turismo (ART), que promove as ilhas dos grupos central e ocidental, em parceria com o município.

O património baleeiro, o enoturismo, a relação do turismo de natureza com o turismo cultural e o Carnaval da ilha Terceira serão alguns dos temas em debate na quinta edição das jornadas, que voltam a ser realizadas depois de um interregno de seis anos.

A Praia da Vitória acolhe pela primeira vez esta iniciativa, numa altura em que reforça a promoção do turismo cultural, com destaque para as festas populares e para as danças e bailinhos de Carnaval, uma manifestação de teatro popular, que durante quatro dias movimenta milhares de músicos e atores amadores na ilha Terceira.

“O Carnaval não deve ser adulterado para se adaptar aos turistas, mas achamos que o turista pode ter uma experiência bastante positiva ao assistir ao nosso Carnaval. Obviamente que é tudo muito nosso, muito genuíno, mas achamos que divulgando o nosso Carnaval ao longo de algum tempo, de uma forma consolidada, conseguimos ter resultados”, salientou o vereador da autarquia.

Segundo Tiago Ormonde, também a história da Praia da Vitória poderá despertar o interesse dos turistas.

“Achamos também que há um potencial enorme ao nível do turismo militar, de quem nos possa visitar no sentido de perceber aquilo que foi a presença norte-americana e inglesa na ilha Terceira e da própria Batalha do 11 de agosto”, apontou, referindo-se ao confronto entre liberais e absolutistas, que decorreu na baía da Praia, em 1829.

As jornadas são abertas a empresários, profissionais do setor, formandos e formadores, mas também ao público em geral, contando já com mais de 100 inscrições.

Serão ainda promovidos 'workshops' sobre criação de rotas, turismo cultural, criação de eventos, artesanato, estratégias de marca e vinhos, mas as vagas estão “praticamente esgotadas”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.