Acordo Governo/PSD vai custar 500 ME

Acordo Governo/PSD vai custar 500 ME

 

Lusa / AO Online   Nacional   30 de Out de 2010, 12:58

O ministro das finanças, Teixeira dos Santos, afirmou hoje que o acordo com PSD custa 500 milhões de euros, que serão compensados com medidas adicionais, que o Governo vai apresentar durante a discussão na especialidade.

Teixeira dos Santos acusou o PSD de tentar “dourar a pílula” de que os esforços poderia ser evitados, e acusou o partido de não ter a coragem de apresentar propostas no sentido de neutralizar as suas exigências.

“Este acordo tem um custo e esse custo representa cerca de 500 milhões de euros”, afirmou Teixeira dos Santos.

O governante reafirmou a meta de 4,6 por cento de défice em 2011 é primordial e que para isso “vai ser necessário adoptar medidas adicionais para neutralizar estes 500 milhões de euros que este acordo custa”, não adiantando quais serão as medidas, e apenas que estas serão apresentadas durante a discussão na especialidade.

Apesar de defender o acordo, Teixeira dos Santos disse que o PSD “não teve a coragem de dar a cara”, apresentando proposta para neutralizar o efeito das medidas e assumi-las.

“O Governo manifestou um sentido de responsabilidade e a sua coragem” disse, considerando que com este acordo se evita uma crise orçamental e um crise política.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.