Abono para 1.096.415 crianças em março, subindo pelo terceiro mês consecutivo


 

Lusa/AO Online   Economia   18 de Abr de 2016, 13:00

O abono de família foi atribuído a 1.096.415 crianças e jovens em março, mais 2.168 face a fevereiro, um número que tem vindo a subir desde janeiro, segundo dados do Instituto da Segurança Social (ISS).

 

Face ao período homólogo de 2015, registou-se uma quebra de 4,4% no número de beneficiários a receber esta prestação social, caindo de 1.145.476, em março de 2015, para 1.096.415, no mês passado.

Lisboa é a região do país com o maior número de abonos de família atribuídos (217.045), seguindo-se o Porto (215.658), Braga (99.011) e Aveiro (72.850), segundo os dados da Segurança Social atualizados hoje e sujeitos a atualização.

Em março houve 742.635 pedidos para a atribuição a crianças e jovens do abono de família, mais 1.665 face a fevereiro.

Os dados do ISS, publicados no site da Segurança Social, indicam também que, em março, 5.491 crianças e jovens até aos 24 anos receberam o subsídio por educação especial, mais 1.339 relativamente a fevereiro.

Os aumentos dos abonos de família e dos abonos de família pré-natal entraram em vigor a 01 de fevereiro, trazendo subidas que variam entre os 2% e os 3,5%.

Já o montante do abono de família para crianças e jovens inseridos em agregados familiares monoparentais foi aumentado em 35%.

O montante do abono de família varia de acordo com a idade da criança ou jovem e com o nível de rendimentos de referência do respetivo agregado familiar.

O valor apurado insere-se em escalões de rendimentos estabelecidos, com base no Indexante dos Apoios Sociais (IAS).

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.