Abecásia declara-se disposta a reconhecer independência


 

Lusa/AO online   Internacional   27 de Out de 2017, 19:29

A República separatista da Abecásia, que rompeu laços com a Geórgia em 2008 e só é reconhecida internacionalmente pela Federação Russa e Venezuela, manifestou-se disposta a reconhecer a independência da Catalunha, se for solicitada para tal.


"Estamos dispostos a estudar o assunto do reconhecimento da Catalunha, enquanto Estado independente, mas falar disso é prematuro", afirmou o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros desta autoproclamada república, Kan Tania, à agência noticiosa oficial russa RIA Novosti.

O diplomata sublinhou que, para que a Catalunha seja considerada um Estado independente, ainda tem de cumprir uma série de requisitos legais, mas realçou o interesse da Abecásia em estabelecer relações com os líderes, os políticos e o povo catalão, no seu conjunto.

"Depois disso, se se dirigirem a nós com um pedido de reconhecimento, nós, bem entendido, estaremos dispostos a estudá-la", comentou.

A Abecásia conta desde 2014 com o seu próprio representante na Catalunha, se bem que não tenha um escritório de representação, como o que foi aberto esta semana também pela região separatista georgiana da Ossétia do Sul.

A Federação Russa reconheceu a independência da Ossétia do Sul e da Abecásia, depois de derrotar a Geórgia num breve, mas sangrento, conflito militar pelo controlo daquela região, em agosto de 2008, no que foi secundada pela Venezuela, Nicarágua e Nauru (ilha da Micronésia).

O parlamento catalão aprovou hoje uma moção a favor da independência da Catalunha, que foi condenada pelas principais potências internacionais.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.