A história do último mestre em florões de gesso em São Miguel

Carregando o video...

 

Luís Pedro Silva   Regional   17 de Set de 2010, 17:43

Adelino Ferreira Borges, 78 anos, é o último mestre em florões de gesso na ilha de São Miguel. Apresenta até Novembro uma exposição no Museu Casa do Arcano
As mãos habilidosas de mestre Adelino Ferreira Borges constroem há mais de cinquenta anos flores em gesso, que vão ser apresentados ao público numa exposição no Museu Casa do Arcano, na Ribeira Grande.

Na ilha de São Miguel, Adelino Ferreira Borges, apresenta-se como o último artista a elaborar flores em gesso, um método que aprendeu há mais de cinco décadas e nunca mais abandonou.

“Aprendi esta arte há cinquenta anos. Trabalhei como servente de um mestre desta arte e aprendi com ele”, conta.

A casa do artista, localizada no centro da Ribeira Grande, parece um pequeno museu, com o tecto das divisões desenhado em formas de gesso, e apresenta diversas torres, também moldadas a gesso.



Leia esta reportagem na íntegra no jornal Açoriano Oriental de sexta-feira, 17 de Setembro de 2010

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.