"A crença no Benfica é muita"

"A crença no Benfica é muita"

 

Lusa/AO online   Futebol   21 de Nov de 2017, 17:58

O treinador Rui Vitória disse hoje que “a crença é muita” na capacidade de o Benfica garantir a continuidade nas competições europeias, admitindo ser essencial vencer na quarta-feira o CSKA em Moscovo, na Liga dos Campeões de futebol.

“Não nos resta outro caminho que não seja lutar pelo que queremos. Enfrentar o adversário com muita determinação e olhos nos olhos, querendo ganhar, embora respeitando o valor do CSKA. Havendo essa possibilidade, estamos ao mesmo nível. Temos as possibilidades Liga dos Campeões e Liga Europa. Vamos agarrar-nos a isso. A crença é muita”, frisou.

O Benfica iniciará o desafio da quinta jornada no último lugar no grupo A sem qualquer ponto, a seis do CSKA e dos suíços do Basileia e a 12 dos ingleses do Manchester United, de José Mourinho.

“A crença é a mesma que muitas equipas dos vários grupos por essa Europa que entram na quinta jornada, até com mais pontos, e a poder ir para ambas as competições. Quanto ao passado, já não podemos fazer nada. Agora temos dois jogos e seis pontos para conquistar”, reforçou.

Aos jornalistas russos não passou despercebida a “boa disposição” do grupo de trabalho no treino de adaptação ao estádio, sendo que Rui Vitória assegura que isso é próprio de uma equipa que “está de bem com a vida”.

“Enfrentamos todos os momentos, mais ou menos 'stressantes', com esta disponibilidade, alegria, sorriso na cara. Desta maneira, estamos sempre muito mais próximos de ter o melhor rendimento. Os jogadores são muito unidos. É um grupo com grandes jogadores e amizade enorme entre eles. Faz parte da nossa forma de trabalhar esta boa disposição. Foi assim que alcançámos alguns êxitos”, justificou.

Esta época o Benfica tem alternado o seu habitual esquema ‘4x4x2’ com o ‘4x3x3’, com o técnico a considerar que a equipa já deu boas respostas com os dois modelos, escusando-se a revelar qual vai adotar.

“Felizmente temos jogadores que facilmente se adaptam a qualquer um dos sistemas. É uma das riquezas que temos. Não digo o que vamos fazer, mas que vamos entrar a controlar muitas valências do adversário, uma equipa forte fisicamente, com individualidades que devemos ter controlo. São fortes nas bolas paradas. Temos de saber os espaços para entrarmos, entender os momentos do jogo, ser muito rigorosos e disponíveis do ponto de vista físico e mental”, sublinhou.

Esta época, o Benfica está longe da média de 30 milhões de euros de receitas na Liga 'milionária', porém Rui Vitória não receia que isso afete o seu projeto, lembrando que, apesar de ser “atento a todas as áreas do clube”, a sua missão é apenas a de treinar.

Benfica e CSKA Moscovo enfrentam-se a partir das 17:00 (horas de Lisboa) de quarta-feira, em desafio arbitrado pelo alemão Deniz Aytekin.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.