Governo diz que revisão do financiamento da PAC é oportunidade para aumentar quota leiteira

Governo diz que revisão do financiamento da PAC é oportunidade para aumentar quota leiteira

 

Lusa/AO   Regional   27 de Jul de 2007, 23:12

O secretário açoriano da Agricultura defendeu hoje que a revisão do financiamento da Política Agrícola Comum (PAC), prevista para 2008, deverá constituir uma oportunidade para a região reclamar um aumento da quota de produção de leite.

Esta posição consta de um memorando recentemente entregue ao ministro português da Agricultura, que destaca o sector da produção do leite como estratégico para os Açores, adiantou Noé Rodrigues, que falava na inauguração de novas instalações da cooperativa agrícola Agrocapelense.

Segundo o governante, o Governo Regional “não se dá por satisfeito” com a quota actualmente ao dispor dos produtores das ilhas, apesar destes limites de produção terem crescido “de forma significativa” nos últimos três anos.

Noé Rodrigues reafirmou, também, que o Programa do Governo Regional assumiu o compromisso de “reclamar mais quota leiteira para a região” sempre que existisse uma oportunidade negocial que permitisse este objectivo.

De acordo com o secretário da Agricultura, a produção de leite tem diminuído em algumas regiões, ao mesmo tempo em que a procura regista algum crescimento.

“A análise que se fará a nível europeu, já a partir do próximo ano, sobre as questões de financiamento da PAC e do futuro de regime das quotas, é fundamental para a região”, alegou.

Perante isso, o executivo regional entregou, recentemente, ao Governo da República um memorando que defende, ainda, a integração efectiva na quota do arquipélago das 23 mil toneladas disponíveis no âmbito da franquia.

Noé Rodrigues defendeu, ainda, que o actual regime de quotas, previsto para vigorar até 2014/2015, protege a dimensão económica e produtiva do sector nas ilhas.

A cooperativa Agrocapelense, localizada na ilha de São Miguel, inaugurou hoje as novas instalações do talho e ampliação do seu orçamento, um investimento superior a 500 mil euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.