70 postos de atendimento e 1500 voluntários para peregrinos a pé


 

Lusa/AO Online   Nacional   30 de Abr de 2017, 11:20

Setenta postos de atendimento e cerca de 1.500 voluntários vão apoiar os peregrinos que se deslocam a pé ao Santuário de Fátima para participarem na peregrinação internacional aniversária de 12 e 13 de maio, presidida pelo papa Francisco.

Segundo a página oficial na Internet da visita do papa Francisco, http://www.papa2017.fatima.pt, “a grande novidade deste ano” é a existência de assistência espiritual em todos os postos de atendimento aos peregrinos geridos pelo Movimento da Mensagem de Fátima, espaços “distribuídos pelo país, mas com maior incidência no norte, de onde provém o maior número de grupos de peregrinação a pé”.

“O lava-pés, o tratamento de bolhas, as massagens lombares e musculares, e o serviço de refeições são alguns dos serviços que se podem encontrar nestes postos, além da assistência espiritual”, indica a mesma fonte, assinalando que alguns dos postos possibilitam ainda aos peregrinos descansarem e dormirem.

Para dar resposta ao “número elevado” de peregrinos esperados, “foi também reforçado o número de profissionais de saúde, médicos, enfermeiros e outros”, que totalizavam à data de 13 de abril 1.500 voluntários, lê-se na página.

O Santuário de Fátima atribuiu ao Movimento da Mensagem de Fátima há vários anos a coordenação de assistência aos peregrinos a pé a Fátima nas peregrinações aniversárias, em colaboração com a Ordem de Malta, Cruz Vermelha, corporações de bombeiros, escuteiros e Associação dos Servitas de Nossa Senhora, esta última o primeiro corpo de voluntários a apoiar os peregrinos de Fátima e cuja génese remonta a 1917 e aos acontecimentos na Cova da Iria.

À agência Lusa, o assistente espiritual do Movimento da Mensagem de Fátima, padre Manuel Antunes, adiantou que a 01 de maio, quando se prevê que os primeiros peregrinos se façam à estrada, de Bragança, já estão disponíveis vários postos.

Manuel Antunes adiantou que haverá, ainda, pelos caminhos a percorrer pelos fiéis equipas itinerantes de apoio, assinalando que os postos incluem meios para a eventualidade de ser necessário transferir algum peregrino para uma unidade hospitalar, situação que acontece, embora com pouca frequência.

Segundo o seu ‘site’ na Internet, o Movimento da Mensagem de Fátima “procura viver mais intensamente a Mensagem de Fátima ao jeito dos Pastorinhos Lúcia, Jacinta e Francisco” e “para melhor responder aos seus objetivos, dá especial atenção à oração, peregrinações, e doentes e portadores de deficiência.

O papa Francisco será o quarto papa a visitar Fátima, a 12 e 13 de maio, e vai canonizar os pastorinho Jacinta e Francisco no centenário dos acontecimentos na Cova da Iria, em 1917.

Os anteriores papas a estar em Fátima foram Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991, 2000) e Bento XVI (2010).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.