"7 Pecados Rurais" vence quatro Prémios Áquila, incluindo melhor filme


 

Lusa/AO Online   Nacional   1 de Dez de 2014, 07:53

"7 Pecados Rurais" venceu quatro das seis categorias de cinema dos Prémios Áquila, incluindo o prémio de melhor filme, atribuídos na noite de domingo em Lisboa, informou a organização, a cargo da Fénix Associação Cinematográfica.

 

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Fénix Associação Cinematográfica informou que João Paulo Rodrigues e Melânia Gomes venceram, respetivamente, os prémios de melhor ator e atriz principal pelos seus desempenhos em “7 Pecados Rurais”. Além do prémio de melhor filme (Cinemate/Cinecool), “7 Pecados Rurais” arrebatou o prémio de melhor realizador, conquistado por Nicolau Breyner.

Já o filme "Os Maias", adaptação cinematográfica do romance homónimo de Eça de Queirós, conquistou os galardões de melhores ator e atriz secundários, atribuídos a João Perry e Rita Blanco.

Em televisão, Dalila do Carmo venceu os prémios de melhor atriz principal com “O Beijo do Escorpião” e de melhor atriz secundária na série "Os Filhos do Rock".

O galardão de melhor ator principal coube a Filipe Duarte, pelo desempenho em “Belmonte” e o de melhor ator secundário foi entregue a Rui Neto pelo seu trabalho em “Sol de Inverno”, produção também distinguida com o prémio de melhor telenovela.

Já na categoria de melhor série, minissérie ou telefilme “Bem-Vindos a Beirais” (SP Televisão) saiu vencedor.

A organização atribuiu ainda três Prémios Áquila especiais: O Prémio Condor (Revelação) ao luso-francês Ruben Alves, realizador de "A Gaiola Dourada", o Prémio Fénix (Carreira), à atriz Rita Blanco, e o Prémio Excelsior à Fundação Calouste Gulbenkian, pelo apoio ao cinema e ao audiovisual.

Os prémios Áquila são uma iniciativa da Fénix Associação Cinematográfica, criada em janeiro, com o objetivo de "dinamizar e prestigiar a televisão e o cinema português", mas todos os vencedores serão escolhidos pelos espetadores portugueses, por votação online.

Os Prémios Áquila são atribuídos em 12 categorias, como melhor realização, longa-metragem e curta-metragem, série, minissérie ou telefilme, representação masculina e feminina, em cinema e televisão.

Os 52 nomeados foram escolhidos por uma comissão composta por 50 pessoas, entre as quais a produtora Ana Costa, as atrizes Carla Chambel, Ana Zanatti e Lídia Franco, o ator Vítor de Sousa, o realizador João Garção Borges, Cristina Matos Silva, responsável pela Lisbon Film Comission, e o gestor cultural Miguel Honrado.

A cerimónia decorreu no Cinema São Jorge, em Lisboa, com apresentação de Filomena Cautela.

A votação do público foi feita através do endereço www.premiosaquila.pt, na internet.

Segundo a associação Fénix, presidida por Vasco Rosa, os Prémios Áquila são os únicos que distinguem, em simultâneo, a mais recente produção portuguesa de cinema e televisão.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.