22 mortos e 100 desaparecidos entre o pessoal da ONU


 

Lusa / AO online   Internacional   14 de Jan de 2010, 15:55

Vinte e dois elementos do pessoal da ONU em Port-au-Price morreram no violento sismo de terça-feira e cerca de 100 continuam desaparecidos, segundo um novo balanço anunciado pelo secretário-geral das Nações Unidas.
Ban Ki-moon precisou que os 22 mortos eram "quatro polícias e 18 militares".

O secretário-geral indicou que um funcionário de nacionalidade estónia foi retirado hoje dos escombros com vida, depois de ter sido localizado pelas equipas de socorro.

"Primeiro demos-lhe água, por um tubo, e depois conseguimos retirá-lo dos escombros e transportá-lo para um hospital argentino. É um pequeno milagre, esperamos ter em breve boas notícias dele", acrescentou.

A ONU continua sem confirmar a morte do chefe da missão de paz no Haiti (MINUSTAH), Hedi Annabi, anunciada quarta-feira pelo presidente haitiano, René Préval.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.