A sociedade andava a comer-se a si mesma. Algum género de maçonaria bizarra e canibal, nada secreta e muito menos fraterna ou filantrópica, a não ser que se encarasse os empreendimentos dessa sociedade como masturbação – pois como tudo o que fazia era para seu próprio...